x

Newsletter

Receba o conteúdo mensal :D

  • Mídias:
Philip Kotler

Marketing 3.0

  • Recursos:

Livro - Marketing 3.0

O livro “Marketing 3.0” do Philip Kotler tem como proposta apresentar os novos desafios enfrentadas pelo marketing na era da informação. O autor traz em seu livro um novo paradigma chamado (marketing 3.0). Esse marketing é voltado às pessoas, ao meio ambiente e a projetos que vão muito além da antiga dinâmica de compra e venda. Hoje buscamos por propósito, soluções que calem nossos anseios e por marcas que nos empoderem, e claro, que afetem positivamente a sociedade.

As mudanças começaram pela democratização da informação, nessa transição ganhamos poder. Hoje em dia dificilmente alguém sai às compras com pouca informação. Quase sempre o consumidor conhece muito bem as marcas que compra, seus projetos e impactos sociais. Quando se sentem lesados, contam com várias ferramentas para expressar suas angústias. Podendo fazer uma reclamação pelo sac da empresa na internet, através das redes sociais e por sites especializados na defesa do consumidor. O jogo virou e hoje mais do que nunca o cliente é o rei. Essa mudança de contexto é apresentada pelo autor Philip Kotler através de um novo paradigma do marketing (marketing 3.0). Mas antes de falar do (marketing 3.0) vamos entender o progresso da disciplina e como as mudanças no mundo alteraram nossa forma de vender e comprar. 

Segundo o autor nos últimos 60 anos a disciplina sofreu muitas mudanças, navegando entre o marketing (1.0), (2.0) e o atual (3.0). No (marketing 1.0) o centro era o produto. Todos os esforços e estratégias eram voltadas ao melhor produto possível, de maior impacto e lucratividade. O consumidor não importava tanto, inclusive ele nem era ouvido, fazer reclamações era uma missão impossível nessa época. Com o progresso tecnológico e a democratização da informação, o consumidor ganhou força e poder de escolha. A internet potencializou a voz das pessoas e nesse contexto os esforços do marketing se voltaram para o consumidor (marketing 2.0). Hoje temos a junção da ideia de um ótimo produto, alinhado às expectativas do consumidor em relação a marca. Porém nesse novo paradigma isso é somado a uma nova dimensão, a humanização do processo, a aproximação da marca a nível pessoal. Essa dimensão (marketing 3.0) está direcionada as ansiedades humanas, criatividade, cultura, tradição e meio ambiente. Nesse novo contexto, o consumidor está mais envolvido com questões de sustentabilidade e impacto social. Querem bons produtos, mas também esperam por marcas que se responsabilizem e que afetem positivamente o meio ambiente e a sociedade.

Segundo o autor, as marca que querem se tornar ícones, devem compartilhar do mesmo sonho com os consumidores e fazer a diferença.  Um caso apresentado pelo autor no livro é da Timberland, marca de produtos voltados ao ar livre. A empresa vem apostando em projetos de impacto ambiental e social. Seus calçados informam seus consumidores a respeito do impacto do plástico, dos processos de fabricação e dos projetos da marca para reversão desse impacto ambiental. Além disso a marca vem apoiando projetos de cunho social, beneficiando muitas comunidades Como afirma o autor, marcas que tem um projeto forte e de impacto, levam consigo não só os consumidores, mas também seus funcionários e a comunidade. Muitas pessoas se envolvem nas iniciativas da Timberland e colaboram para o bem social. Essa forma de encarar as marcas e os produtos é definido pelo autor como (marketing 3.0) e as empresas que tirarem proveito desse paradigma através de projetos coerentes e consistentes, vão afetar positivamente a sociedade e também irão auferir grandes lucros.

Top 5 Aprendizados

  1. Marketing 3.0 está relacionado ao ser humano.
    A tendência é o envolvimento da marca em nível pessoal. Criando valor para as pessoas e para a sociedade como um todo. As marcas além de oferecer um bom produto, deve entregar algo a mais.
  2. Hoje uma compra vai além do produto.
    Temos que gostar da marca, ter identificação, boas experiências e ela também deve desempenhar um papel social. Do contrário fica cada vez mais difícil nos associarmos às marcas.
  3. No contexto digital as empresas participam, geram situações e comunidades para seus membros enriquecerem.
    Na era da informação e do (marketing 3.0) o centro não é a marca, são as pessoas e os relacionamentos. Por isso o papel das marcas é abrir um canal de discussão, promover diálogo e potencializar as relações humanas.
  4. Histórias são poderosas ferramentas.
    Isso não é novidade do marketing 3.0, mas no contexto atual, de interação, troca e comunicação, vender produtos e ideias através de histórias continua sendo uma forma poderosa de emocionar e convencer.
  5. Marketing 3.0 pode ser um jogo de interesses, mas é um jogo ganha/ganha.
    As empresas passam cuidar mais do meio ambiente e ter maiores preocupações sociais, tudo para ter uma imagem melhor e ganhar a confiança do público. Contudo nessa busca ela afeta positivamente a sociedade.

podcast

Marketing 3.0
Philip Kotler
Lucas Conchetto - 2020